Suprema – Traumatic Scenes

Suprema - capa traumatic scenes

Suprema – Traumatic Scenes
CD –
 Independente (2013)

Texto por Clovis Roman – o conteúdo expresso reflete a opinião do autor, é de inteira responsabilidade deste
Edição por André Luiz

O Suprema, já com mais de uma década de história, estreou em termos de full lenght com o disco ‘Traumatic Scenes’, que mostra uma banda com os pés fincados no pantanoso terreno do Metal melódico. Mas ao agregar sonoridades diversas, como “quebradeiras” vindas do Prog, consegue fazer um trabalho com momentos marcantes e um bom tanto de peso.

A faixa “Rising From The Ashes” lembra muito Edguy nos corais pré-refrão, conta com bons riffs, de fácil memorização. Outra em que o coral remete a uma grande banda é a soberba “Visions From The Other Side”, onde quando canta-se a palavra “visions” é impossível não lembrar de “Feelings”, baladinha radiofônica do Morris Albert. Mas a composição do SupremA é calcada em guitarras pesadas e melodias marcantes do vocalista Pedro Nascimento (que belo timbre tem o rapaz), que é o grande destaque do trabalho. Já quem procura peso, deve ir direto para as faixas “Fury And Rage” (a qual ganhou um clipe muito bacana, que você confere abaixo) e “Burning My Soul” (os guturais soam desnecessários). A indefectível balada não ficou de fora, e é muito bem representada por “Memories”. No final, a trinca “Nightmare”, “Iced Heart” e “Traumatic Scenes” tira um pouco o pé do acelerador, trazendo partes mais cadenciadas e solos certeiros.

O trabalho é repleto de detalhes sonoros, e isto fica evidente na lista de convidados especiais: há vocal lírico feminino, barítono, gutural e teclado (esse, presente em 50% do álbum). E além da altíssima qualidade sonora do grupo, eles investem pesado nas apresentações ao vivo. Quem já os viu sabe que eles não usam apenas um pano de fundo, e isso agrega uma experiência visual ao espectador que é marcante. Sem contar que alguns de seus músicos tem bagagem de sobra: Douglas Jen já fez uma turnê com Marty Friedman (ex-Megadeth) e o baixista Fabio Carito (atual baixista) volta e meia sobe ao palco ao lado do mestre Warrel Dane (ex-Nevermore / Sanctuary).

Integrantes:
Pedro Nascimento – vocal
Gabriel Conti – baixo
Douglas Jen – guitarra e teclado
Helmut Quacken – bateria (convidado)

Faixas:
01- Marks Of Time
02- Dark Journey
03- Rising From The Ashes
04- Fury And Rage
05- Visions From The Other Side
06- Burning My Soul
07- Memories
08- Before The End
09- Nightmare
10- Iced Heart
11- Traumatic Scenes

Confira abaixo o video clipe para “Fury And Rage”:

(Visited 3 times, 1 visits today)