Xandria: voando por um oceano inteiro para festejar com os brasileiros – entrevista exclusiva com Marco Heubaum

xandria-2016-iii

Entrevista por Sara Ferrer – Tradução por Rodrigo Gonçalves – Imagens por divulgação – Edição por André Luiz

Renovação, uma palavra a qual define as conscientes escolhas que determinam os rumos da carreira da banda alemã Xandria, desde as primeiras aspirações musicais de Marco Heubaum em 1994 até as mudanças de line up, o divisor de águas – segundo a própria banda – ‘Neverworld’s End’ de 2012, o ingresso de Dianne van Giersbergen nos vocais do grupo e o sucesso dos últimos anos.

Há poucos dias de aportar no Brasil para apresentação em São Paulo pelo Epic Metal Fest, Marco Heubaum em conversa exclusiva com o Portal Metal Revolution comentou sobre o retorno ao país, os primeiros lançamentos com a frontwoman Dianne, o anunciado full lenght ‘Theater Of Dimensions’ – previsto para janeiro de 2017 –, o retorno do baterista Gerit Lamm após período afastado devido problemas de saúde, e por fim mandou um recado aos brasileiros: “Nós estamos voando por um oceano inteiro só para festejar com vocês” (ENGLISH VERSION BELOW).

Equipe MR – Obrigado por conceder esta entrevista. Xandria retorna ao Brasil, desta vez como parte integrante do line up do Epic Metal Fest – festival capitaneado pelo próprio Epica –, banda com a qual vocês já excursionaram antes. Como é a relação entre vocês? Como reagiram ao receber o convite para integrar o cast da edição brasileira?
Marco Heubaum –
Olá e obrigado pelo seu interesse no Xandria! Sobre a questão: nós ficamos muito animados com o convite! É verdade, nós e o Epica já fomos parceiros em algumas turnês e nos damos muito bem, portanto nos juntar a eles para a primeira edição do Epic Metal Fest no exterior é uma grande honra.

Equipe MR – Como estão os preparativos e as expectativas para este retorno ao país? Estão preparando alguma surpresa para os fãs, principalmente em relação ao set list? Há algo que possam nos adiantar?
Marco –
Nós tocaremos nossas melhores canções ao vivo e estamos celebrando o retorno do nosso baterista Gerit Lamm, que precisou se afastar durante o verão por causa de uma cirurgia nas costas e posteriormente lidar com a recuperação. Os shows na América Latina serão a última vez em que tocaremos o set list ‘Fire & Ashes’, o que significa que após essa turnê o nosso foco será ensaiar as músicas do nosso novo álbum, ‘Theater Of Dimensions’, fazendo dessa turnê a última vez que tocaremos essas músicas que amamos bastante.

xandria-2016-i

Equipe MR – Um atrativo de festivais – ainda que em locais fechados – seja ele de pequeno-médio-grande porte é a diversidade de bandas para o público, proporcionando sempre conhecer novos sons, e isso se aplica às bandas também… Vocês costumam prestigiar algumas das atrações quando tocam em festivais? Há alguma banda do line up do Epic Metal Fest a qual pretendem assistir?
Marco – 
Claro que sim. Todos somos grandes fãs de música e tendemos a visitar bandas que conhecemos bem e também bandas que ainda não conhecemos, mas estamos ansiosos para conhecer. Para o festival, Steven, por exemplo, está bastante animado para ver o Paradise Lost.

Equipe MR – Tuatha de Danann e Projeto 46 se apresentarão na versão brasileira da Epic Metal Fest, duas bandas emergentes de estilos muito diferentes. Vocês conhecem o som destes grupos ou de outras bandas brasileiras?
Marco –
Hey, esses nomes são novos para nós! Então faremos questão de conferir a performance deles!

Equipe MR – Sobre o EP ‘Fire And Ashes’ lançado em 2015, com covers e versões diferentes de clássicos da carreira do Xandria. Como vocês selecionaram as músicas que fariam parte dele? Qual o conceito por trás deste EP?
Marco –
Com o EP nós queríamos dar aos nossos fãs um pequeno aperitivo entre lançamentos, algo para se esperar, por assim dizer. Além disso, o legal sobre lançar um EP é que você pode oferecer aos fãs coisas que não poderia em um álbum: regravações de suas próprias músicas e covers. Os remakes foram fáceis de escolher. Nós apenas selecionamos as duas músicas mais populares da banda e demos a ela o tratamento com o estilo atual do Xandria, uma produção melhor e, é claro, as contribuições de Dianne e Steven ajudaram bastante. Com relação aos covers: essas duas canções são muito queridas por todos da banda. Meat Loaf porque simplesmente amamos o seu trabalho e Sonata Arctica porque nós já excursionamos com eles e essa turnê marcava não apenas o fim do show deles, como o começo da festa todas as noites!

xandria-theather-of-dimensions-2016

Equipe MR – Nas artes de ‘Sacrificium’ e ‘Fire And Ashes’, Felipe Machado segue um conceito com muitras chamas e labaredas. No próximo ano, o sétimo álbum de estúdio da carreira do Xandria foi anunciado, intitulado ‘Theater Of Dimensions’, com uma nova ideia de arte. Qual o conceito deste novo álbum?  Como estão os processos de gravação com o produtor Joost van den Broek?
Marco –
O novo álbum será na linha do que estamos fazendo desde que trouxemos ‘Neverworld’s End’ para o palco. O álbum terá partes sinfônicas e canções bombásticas do Xandria além de algumas surpresas nas quais fazemos incursões por outros estilos de heavy metal e mesclamos isso ao nosso trabalho. Trabalhar com Joost van den Broek nesse e em outros lançamentos é como ter mais um membro na banda. Ele entende a nossa música nos mínimos detalhes, tem um conhecimento incrível, boas ideias e paciência, e é capaz de enxergar a coisa como um todo e nos guiar por cada etapa do processo, desde a composição e gravação à mixagem e masterização.

Equipe MR – Se há uma palavra que melhor definiria o Xandria, esta seria renovação. A sonoridade mudou bastante desde o início da carreira de vocês, e a troca de integrantes também contribuiu pra esta situação. Qual a principal característica evolutiva pôde ser notada na banda durante este processo?
Marco –
A banda escolheu deliberadamente seguir por um caminho diferente em ‘Neverworld’s End’. Nós não estávamos felizes com o que estava acontecendo e decidimos dar uma guinada com um novo estilo de som. Talvez fazer escolhas conscientes como essa seja a nossa maior característica.

Equipe MR – Dianne Van Giersbergen ingressou no Xandria em 2013, substituindo Manuela Kraller. Quais características de Dianne chamaram a atenção para esta entrada? Qual a colaboração da nova frontwoman no álbum ‘Theather Of Dimensions’?
Marco –
Em Dianne nós achamos uma vocalista que completa a banda. Claro que ficamos tristes em ver Manuela sair, mas estamos felizes que desde então Dianne (e antes disso Steven) se juntou à banda e a química entre os cinco membros é excelente. Com relação ao processo de composição de ‘Fire & Ashes’ e também agora em ‘Theater Of Dimensions’, Dianne se tornou muito mais envolvida no processo de composição. Quando ela entrou na banda, os vocais de ‘Sacrificium’ estavam 90% prontos e ainda assim ela fez um grande trabalho gravando e cantando aquelas canções, e com isso nós aprendemos que envolvê-la desde o início era algo que só poderia trazer benefícios ao nosso som.

xandria-2016-ii

Equipe MR – Quais os projetos pessoais dos membros do Xandria? Há planos para um retorno à América do Sul com a tour de promoção do álbum ‘Theater Of Dimensions’?
Marco –
Hey, nós iríamos adorar! Mas primeiro deixe-nos aproveitar o que está por vir com a turnê atual. Continuando, Dianne tem dois projetos nos quais está envolvida: ela tem sua banda holandesa de metal progressivo chamada Ex Libris que ela fundou em 2004 e ainda está ativa (você pode achá-los em https://www.facebook.com/exlibrisofficial) e ela tem sua própria marca de jóias chamada “Precious Metal Jewelry”, no qual ela desenha, cria e vende jóias feitas a partir de cordas de baixo e cymbais que nós usamos ao vivo e também de outras bandas desse estilo (https://www.facebook.com/preciousmetaljewelry). Steven também toca com algumas bandas alemães de punk e hard rock, mas é algo bem discreto, só pela diversão de fazer algo diferente e/ou ajudar um amigo de vez em quando.

Equipe MR – Obrigada pela entrevista! Deixe um recado para os leitores do Portal Metal Revolution e aos fãs do Xandria que aguardam ansiosos para vê-los no Brasil.
Marco –
Brasil, vocês estão prontos?! Nós estamos voando por um oceano inteiro só para festejar com vocês, portanto, tragam um amigo, a família e os vizinhos e deixe que nós faremos uma grande festa como só o Xandria sabe fazer.

Agradecimentos à Costábile Jr. pelo contato para realização desta entrevista.

ENGLISH VERSION

MR Crew – Thank you for granting this interview. Xandria returns to Brazil this time as part of Epic Metal Fest line up – festival captained by Epica – band with which you already toured before. How is the relationship between you? How did you reacted to receive the invitation to join the cast of the Brazilian edition?
Marco Heubaum –
Hi there and thank you for your interest in Xandria! About the question: we were thrilled to get the invitation. Indeed Epica and us are tour buddies and we get along really well so joining them for their first overseas “Epic Metal Fest” edition is a great honour.

MR Crew – How are the preparations and expectations for this return? Are they preparing a surprise for the fans, especially regarding the set list? Is there anything you can advance us?
Marco –
We’re bringing our best live songs ánd we’re celebrating the return of our drummer Gerit Lamm who has been vacant over the summer season due to a back surgery and recovery. The shows in Latin America will be the last time for us that we’re playing the ‘Fire & Ashes’ set list, meaning that after this tour we will start to focus on rehearsing the new songs of our upcoming album ‘Theater of Dimensions’, making this tour a last party round for the songs we now perform and love very much.

MR Crew – An attractive of festivals – even indoors – be it small-medium-large is the diversity of bands to the public, providing meet new sounds, and this applies to the bands too… Do you watch some of the attractions when they play at festivals? Is there any band of ‘Epic Metal Fest’ line up that you intend to see?
Marco –
Of course we do. We are all big music fans and tend to visit bands we know as well as bands we do not yet know but are eager to find out about. For the upcoming Festival Steven for example is really set on seeing ‘Paradise Lost’.

MR Crew – Tuatha de Danann and Project 46 wil play in brazilian version of the Epic Metal Fest, two emergent bands of very different styles. Do you know the sound of them or any other Brazilian bands?
Marco –
Hey those are new names to us! We should go and check them out then!

MR Crew – About the EP ‘Fire and Ashes’ released in 2015, with three new songs, two covers versions and re-recordings of ‘Ravenheart’ and ‘Now & Forever’ (Xandria songs, from 2004 and 2005 albums). How did you select the songs that would be part of it? What the idea behind this EP?
Marco –
With the EP we wanted to give our fans a little snack in between, a little something for the wait so to say. Next to that the cool thing about an EP is that you can offer your fans things you wouldn’t do on an album: remakes of our older songs and covers.
The remakes were very easy to chose. We just selected the 2 most populair Xandria classics and gave them the new Xandria sound, a better production and of course Dianne and Steven’s contribution to really lift them into the now. As for the covers: these 2 songs are really dear to us. Meat Loaf’s cover because we simply all love his work, and Sonata Arctica’s because we’ve toured the US with them and this was the song that was the end of their set list and the start of every night’s party!

MR Crew – In the artworks of ‘Sacrificium’ and ‘Fire and Ashes’, Felipe Machado followed a concept with many flames and flares. Next year, the seventh album of the Xandria’s carreer was announced, entitled ‘Theater of Dimensions’, with a new art idea. What the concept of this new album? How is the recording process with producer Joost van den Broek?
Marco –
The new album will be in line with the Xandria sound that we have ever since we brought ‘Neverworld’s End’ to the stage. The album will have the promise of symphonic and bombastic Xandria songs as well as a few surprises in which we ventured into other metal genres and combined those with our work.
Working with Joost van den Broek on this, but also on our other releases, is like having another band member with us. He understands our music into every detail, has incredible knowledge, insight and patience and is able to maintain great overview and guide us through every process, from composing to recording to mixing and mastering.

MR Crew – If there is a word that well define the Xandria, I would choose renewal. The sound has changed a lot since the beginning of the career of you, and changes of members also contributed to this situation. What is the main evolutionary characteristic that you noticed in the band during this process?
Marco –
The band has deliberately chosen to go on a different musical path with ‘Neverworld’s End’. We weren’t habppy with were we were going anymore and decided to make a turn and do it all over with a new sound. Maybe making a conscious choice like that is our most characteristic move.

MR Crew – Dianne Van Giersbergen ingressed in Xandria in 2013, replacing Manuela Kraller. What characteristics of Dianne drew attention to this entry? What collaboration of the new front woman in ‘Theather of Dimensions’ album?
Xandria –
With Dianne we have found a front woman that completes the band. We were of course sad to see Manuela go but we’re happy that ever since Dianne (and before that Steven) joined we have real chemistry between us 5.  As for the writing process: On “Fire & Ashes” but now also on “Theater of Dimensions” Dianne has become much more involved in the writing process. When she joined the band the vocal lines to “Sacrificium” were say 90% finished and though she still did a great job on recording and singing them, we did learn that involving her in an early stage is something our sound could benefit from.

MR Crew – Do you have plans about a return to South America with promotion tour of ‘Theather of Dimensions’ album?
Marco –
Hey we would love too! But first let us enjoy all that is to come with the upcoming tour.

MR Crew – Which are the personal projects of Xandria’s members?
Marco –
Dianne has 2 projects she is involved with: She has her Dutch progressive metal band “Ex Libris” that she founded in 2004 and is still active with (find them on: https://www.facebook.com/exlibrisofficial) and she has her own jewelry brand called “Precious Metal Jewelry”, for which she designs, creates and sells jewelry out of (bass) guitar strings and cymbals that have been peformed on by us or other bands from the genre (find her jewelry on: https://www.facebook.com/preciousmetaljewelry). Steven has several German punk and hard rock band in which he sometimes features as bass player but if the does than this is mostly under the radar and just for the fun of stepping into a different genre or helping out a friend now and then.

MR Crew – Thanks for the interview! Leave a message for the readers of Metal Revolution and Xandria fans who are looking forward for see you in Brazil.
Marco –
Brazil are you ready!?! We’re flying all the way across the ocean to come and party with you so bring your friend, family and neighbors and let us get the Xandria party started!!

(Visited 8 times, 1 visits today)