São Paulo Trip com Guns N Roses, Alice Cooper e Tyler Bryant & The Shakedown – 26-09-2017 – São Paulo (Allianz Parque)

Texto por Álvaro Ramos – Fotos por Ricardo Matsukawa Mercury Concerts – Edição por André Luiz

Na terça, 26, o festival SP Trip encerrou sua primeira edição com chave de ouro: uma noite com Alice Cooper e Guns N’ Roses, dois dos maiores nomes do rock/hard rock americano. Alice Cooper não se apresentava no Brasil desde 2015, quando tocou no Rock In Rio com o Hollywood Vampires, super grupo formado atualmente pelo próprio Cooper, juntamente com Johnny Depp e Joe Perry, do Aerosmith, além de Duff McKagan e Matt Sorum, baixista e ex-baterista do Guns N’ Roses, respectivamente. Porém na ocasião não tocou na capital paulista, a última passagem por aqui havia sido em 2011, quando fez sua última turnê solo em terras brasileiras. Já o Guns N’ Roses se apresentou mais recentemente por aqui; no ano passado, a banda trouxe a turnê que reunia três dos membros originais da banda, formação essa que continua em vigor.

Ao final da tarde, toda a região do estádio já se encontrava lotada de fãs de todas as idades, mas principalmente os mais novos, que aguardavam para entrar e conferir de perto a inesquecível noite. A abertura ficou a cargo dos norte americanos do Tyler Bryant & The Shakedown, formados por Tyler Bryant (guitarra, voca), Noah Denney (baixo), Graham Whitford (guitarra – filho de Brad Whitford do Aerosmith, mentor da banda) e Caleb Crosby (bateria). A banda de Nashville apresentou um curto repertório para público ainda pequeno nas dependências do Allianz parque, calcado em faixas do debut album ‘Wild Child’ (2013) e do EP ‘The Wayside’ (2015) – próximo full lenght tem previsão de lançamento em novembro deste ano.

Set List Tyler Bryant & The Shakedown:
Weak & Weepin’
Criminal Imagination
House On Fire
Don’t Mind The Blood
Got My Mojo Working (Ann Cole cover)
Lipstick Wonder Woman
House That Jack Built

Eis que às 18h30m, as luzes do Allianz Parque se apagaram, e Alice Cooper e banda entraram em cena ao som de “Brutal Planet”, faixa inaugural do álbum de mesmo nome, e que vem sendo usada para abrir todos os shows da turnê atual. Seguindo seu show teatral e cheio de elementos dignos de filmes de terror, Alice Cooper enlouqueceu o público e demonstrou porque após quase cinco décadas de carreiras, ainda é um dos nomes mais relevantes dentro do estilo. O público, que apesar de estar em grande parte aguardando a atração principal da noite, cantou junto com Alice vários clássicos como “No More Mr. Nice Guy”, “Billion Dollar Babies”, “Poison”, “I’m Eighteen”, dentre outros. Mas os fãs sabem que nem só de clássicos é feito o show de Cooper: não faltou a famosa parte da apresentação para lá de divertida durante a qual Alice Cooper foi preso “preso”, e logo em seguida “decapitado”, além de encenações com outros personagens, incluindo a performance de sua esposa Sheryl, que ao longo do show interpretou diversos papéis. O famoso Frankenstein gigante correndo pelo palco durante “Feed My Frankenstein” também marcou presença, levando o público à loucura.

Um grande destaque é a banda que acompanha Cooper; Chuck Garric nos baixos, Glen Sobel na bateria, além dos guitarristas Ryan Roxie, Tommy Henriksen e Nita Strauss. Terminando a primeira parte do show com “I’m Eighteen”, Alice e banda voltaram ao palco com mais uma surpresa: Andreas Kisser, o lendário guitarrista do Sepultura, foi convidado pela banda para participar de “School’s Out”, última música do show, sendo ovacionado pelos fãs ali presentes; a música foi executada contando ainda com um trecho de “Another Brick In The Wall”, como de costume nas apresentações da banda ao vivo. Ao término da mesma, Alice Cooper agradeceu ao público e deixou o palco, desejando ótimos pesadelos a todos. Durante aproximadamente uma hora e dez minutos, Alice Cooper demonstrou como se faz um show de rock completo; apesar de todos os efeitos especiais e encenações teatrais, a qualidade musical não ficou de lado por um instante sequer. A banda é de excelente qualidade técnica, e a voz de Alice Cooper, com seus quase 70 anos, mostra estar extremamente bem cuidada e pronta para muito mais.

Set List Alice Cooper:
Brutal Planet
No More Mr. Nice Guy
Under My Wheels
Billion Dollar Babies
Paranoiac Personality
Woman Of Mass Distraction
Nita Strauss solo
Poison
Halo Of Flies
Feed My Frankenstein
Cold Ethyl
Only Women Bleed
Killer
I Love the Dead
I’m Eighteen

School’s Out/Another Brick In the Wall

Ao término do show de Alice Cooper, os fãs do Guns começaram a se posicionar mais próximos ao palco, e a ansiedade pela estrela da noite só aumentava. O show estava marcado para as 20h30m, mas como a banda tem o costume de fazer em seus shows, houve um pequeno atraso para aumentar ainda mais a expectativa do público. Por volta das 20h45m, as luzes se apagaram mais uma vez, e um vídeo de alguns minutos se iniciou no telão, para pouco depois entrarem no palco Axl Rose, Slash e Duff McKagan, membros originais da banda, levando um Allianz Parque lotado ao delírio – além dos três membros originais, a banda conta atualmente com Richard Fortus, Frank Ferrer, Melissa Reese e Dizzy Reed. Ao som de “It’s So Easy”, música normalmente utilizada para iniciar as apresentações, se iniciou o show que duraria mais de 3 horas. Logo no início, foi possível perceber uma grande melhora na voz de Axl, que poucos dias antes foi bastante criticado pela sua performance no Rock In Rio. Slash impressionou com suas habilidades mundialmente conhecidas na guitarra, e o baixista Duff McKagan, muito querido pelos fãs da banda, também demonstrou uito carisma e uma ótima performance desde o início.

Além dos enormes solos de Slash e clássicos como “Welcome To The Jungle”, “Better”, “You Could Be Mine”, “Civil War”, “Sweet Child O’ Mine”, “Yesterday” e muitos outros, o show contou com diversos covers, alguns já consagrados na voz de Axl; “Live And Let Die”, do Wings, ex-banda de Sir Paul McCartney, além de uma versão instrumental de “Wish You Were Here”, do Pink Floyd e “Knockin’ On Heaven’s Door”, música originalmente cantada por Bob Dylan, mas que se tornou um clássico na versão do Guns, citando apenas alguns dos covers. Com a voz boa e falhando apenas em alguns momentos, Axl e companhia conseguiram manter o público ligado durante a maior parte do show, mesclando canções mais tranquilas e românticas com outras pesadas e enérgicas. Após mais de duas horas e quarenta minutos sem pausas, a primeira parte chegou ao fim com “Nightrain”, faixa do disco ‘Apettite For Destruction’, disco esse que lançou o Guns N’ Roses para o mundo e em pouco tempo os consagrou como uma das mais importantes bandas de rock da história.

Alguns minutos depois, a banda retornou para o encore com “Don’t Cry” e em seguida “Patience”, um dos momentos mais emocionantes da noite – era possível ver um Allianz Park inteiro iluminado com os celulares de fãs que filmavam a música e ligavam o flash de seus celulares. Logo em seguida, “The Seeker”, mais um cover, dessa vez do The Who, banda a qual havia tocado no mesmo Allianz há menos de uma semana. Com o início de “Paradise City”, clássico absoluto e também do primeiro álbum da banda, parecia que o show havia acabado de começar, tamanha era a empolgação do público. Mesmo após mais de 3 horas, os fãs pulavam e cantavam com Axl, sem demonstrar o mínimo de cansaço. Mas ao término da mesma, o show chegava ao fim, para a tristeza dos fãs, e a banda fez uma longa despedida, ficando à frente do palco e distribuindo palhetas, baquetas, e saudando o público. Axl voltou para o microfone, fez mais um agradecimento, e deixou o palco ao som dos aplausos e gritos de “Guns N’ Roses! Guns N’ Roses!”. Se encerrou de forma apoteótica não apenas a apresentação do Guns N’ Roses, mas também o SP Trip, festival esse que deu um show não apenas na escolha das bandas, mas também em questão de organização, estrutura e pontualidade nas apresentações. Que seja a primeira de muitas edições. Agradecimentos à Mercury Concerts e Catto Comunicação.

Set List Guns N’ Roses:
It’s So Easy
Mr. Brownstone
Chinese Democracy
Welcome To The Jungle
Double Talkin’ Jive
Better
Estranged
Live And Let Die
Rocket Queen
You Could Be Mine
New Rose
This I Love
Civil War
Yesterday
Coma
Slash solo
Speak Softly Love
Sweet Child O’ Mine
Wichita Lineman
Used To Love Her
My Michelle
Wish You Were Here
November Rain
Black Hole Sun
Knockin’ on Heaven’s Door
I Got You (I Feel Good)
Nightrain

Don’t Cry
Patience
The Seeker
Paradise City