Phil Collins e Pretenders – 25-02-2018 – São Paulo (Allianz Parque)

Texto por Carlos Ferracin – Fotos por Stephan Solon (Move Concerts/Midiorama) – Edição por André Luiz

Poucos artistas conseguem um público tão distinto como Phil Collins. Suas canções – ora com enorme influência da soul music, ora baladas emocionais – conseguem agradar em cheio o gosto do grande público. Esta devoção do público começou em 1975 quando, após a saída de Peter Gabriel, Phil Collins foi alçado de baterista à vocalista do Genesis. Se antes a banda era um dos pilares do rock progressivo com apresentações teatrais e temas musicais complexos, com a troca de vocalista houve uma guinada para canções mais pop e acessíveis – tanto que muitos dividem o Genesis em “Era Peter Gabriel” e “Era Phil Collins”, com fãs que preferem um ou outro período. Ah, Phil também é vencedor de vários Grammys e de um Oscar de Melhor Canção Original com “You’ll Be In My Heart” de Tarzan (1999).

Esta sua primeira turnê solo pelo Brasil – anteriormente, havia se apresentado com o Genesis em 1977 – contou com shows no Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre, tendo como abertura Pretenders. Formado na Inglaterra em 1978, o Pretenders conta atualmente com Chrissie Hynde (guitarra, vocal), Martin Chambers (bateria), Nick Wilkinson (baixo), James Walbourne (guitarra) e Carwyn Ellis (guitarra). Com um relativo sucesso nos anos 80, a banda manteve-se na ativa durante todo esse tempo.

Logo na abertura com “Don’t Cut Your Hair” percebeu-se que Chrissie Hynde continua com a voz grave que sempre foi uma marca registrada do The Pretenders irretocável. Foram executadas músicas de todas as fases da banda, sendo que os hits “Back On The Chain Gang”, “I’ll Stand By You”, “Don’t Get Me Wrong” e “Middle Of The Road”, que encerrou o show, as que mais agitaram o público. Saíram ovacionados após um ótimo show de abertura, o qual durou uma hora.

Set List The Pretenders:
Don’t Cut Your Hair
Talk Of The Town
Back On The Chain Gang
Private Life
Message Of Love
Hymn To Her
Boots Of Chinese Plastic
Stop Your Sobbing
I’ll Stand By You
Forever Young
Night In My Veins
Brass In Pocket
Don’t Get Me Wrong
Mystery Achievement
Middle Of The Road

Antes de falar sobre a apresentação de Phil Collins cabe aqui uma explicação: em 2007, durante a última turnê do Genesis, ele lesionou uma vértebra do seu pescoço. Por conta deste acidente, anda com dificuldade e perdeu parte da sensibilidade das mãos. Isto o impede de tocar algum instrumento musical e o obriga a permanecer sentado em uma cadeira durante todo o show.

As 20h entrou em cena a banda – ou seria melhor chamar de “orquestra” com nada mais nada menos que 14 integrantes –, com destaque para os antigos companheiros que o acompanham há anos como Leland Sklar (baixo), Daryk Stuermer (guitarra) e o percussionista cubano Luis Conte. Na bateria o novato do grupo: Nicholas Collins, seu filho de apenas 16 anos. Phil Collins entrou logo em seguida apoiado em uma bengala e de cara tivemos “Against All Odds (Take A Look At Me Now)”, música feita para a trilha sonora do filme “Paixões Violentas” (1984) e um de seus maiores hits. “Another Day In Paradise”, na sequência, manteve o público em suas mãos, o qual cantou o refrão com todas as forças.

O Genesis começou a ser lembrado com dois de seus maiores sucessos: “Throwing It All Away” e “Follow You Follow Me”. Durante a execução desta última, o telão exibiu imagens de shows e clipes do Genesis em um dos momentos mais emocionantes do show, principalmente para os saudosos fãs da banda. Na sequência, “Separate Lives” apresentou um lindo dueto entre Phil Collins e a backing vocal Bridgette Bryant, já “Something Happened On The Way To Heaven” contou com grande agitação do público.

“In the Air Tonight” trata-se de uma das músicas mais simbólicas de sua carreira, a bateria eletrônica marcante e a luz reduzida no palco criaram um clima sombrio no local, o qual desapareceu aos primeiros acordes de “You Can’t Hurry Love”. E já que o clima se tornara dançante, “Dance Into The Light” e “Invisible Touch”, outra do Genesis, mantiveram o astral nas alturas. “Easy Lover” – uma parceria de Phil Collins e Philip Bailey do Earth Wind And Fire lançada em seu álbum solo ‘Chinese Wall’ – e “Sussudio” transformaram o Allianz Parque em uma enorme pista de dança encerrando o show em ótimo astral.

Uma pequena pausa para o bis que veio com “Take Me Home”, a qual tradicionalmente encerra os shows de Phil Collins, e uma queima de fogos marcando o fim do espetáculo. Apesar de passar o show inteiro sentado, Phil Collins se comunicou muito com a plateia e sua voz ainda continua característica e sem demonstrar muito cansaço. Um show emocionante que terminou com a seguinte questão: como Phil Collins demorou 40 anos para retornar ao Brasil? Agradecimentos à Move Concerts e Midiorama pela produção do evento e credenciamento de nossa equipe.

Set List Phil Collins:
Against All Odds (Take A Look Me Now)
Another Day In Paradise
I Missed Again
Hang On Long Enough
Wake Up Call
Throwing It All Away
Follow You Follow Me
Only You Know And I Know
Separate Lives
Something Happened On The Way To Heaven
In The Air Tonight
You Can’t Hurry Love
Dance Into The Light
Invisible Touch
Easy Lover
Sussudio

Take Me Home

(Visited 397 times, 1 visits today)