Pestilence – 08-04-2018 – Rio de Janeiro (La Esquina)

Texto por Rodrigo Gonçalves – Fotos por Arony Martins – Edição por André Luiz

O Pestilence, grande nome do metal extremo europeu no começo dos anos 90 e que recentemente retomou as atividades, embarcou em uma grande turnê pela américa latina nos meses de março e abril. A banda atualmente está excursionando promovendo o álbum ‘Hadeon’, lançando no ano passado. No último domingo (8), foi a vez dos fãs cariocas terem a oportunidade de assistir a banda se apresentar pela primeira vez no Rio de Janeiro.

A abertura da noite ficou a cargo dos cariocas do Dark Tower. O quinteto carioca levou ao palco do La Esquina a sua poderosa mistura de black e death metal e empolgou a galera que chegou cedo para acompanhar os shows. Destaque para o encerramento do show, com as excelentes “Eight Spears” e “Blood Harvest”, ambas do último álbum.

Set List Dark Tower:
Destroy The House Of Ha’shem
Nameless Servants Of Damnation
Lord Ov The Vastlands
Eight Spears
Blood Harvest

Em seguida, foi a vez dos belgas do Carnation, estreantes em palcos cariocas assim como o Pestilence. O grupo relativamente novato, em vias de para lançar o primeiro álbum de estúdio, demonstrou aos cariocas um som poderoso e coeso, aliado a um visual “chocante”. Foram pouco menos de 40 minutos no palco, mas ainda assim foi o suficiente para os belgas demonstrarem o seu poderio em canções como “Hellfire”, “Delusions Of Power” e “Necromancer”. O fim do show com as excelentes “Explosives Cadavers” e “Depths” foi excelente.

Set List Carnation:
Sermon Of The Dead
Hellfire
Delusions Of Power
Cemetery Of The Insane
Necromancer
The Great Deceiver
Chapel Of Abhorrence
Explosive Cadavers
Dephts

Pouco tempo após o show do show do Carnation, foi a vez do Pestilence subir ao palco. Capitaneados pelo simpático guitarrista e vocalista Patrick Mameli – fundador e único membro da formação original ainda a figurar na banda –, o Pestilence deu aos fãs cariocas cerca de uma hora de intensa apresentação, na qual misturou clássicos como a dobradinha “Malleus Maleficarum / Antropomorphia” com “Non Physical Existent”, única do novo álbum ‘Hadeon’ (2017) a figurar no show.

Em se tratando de um primeiro encontro com os fãs cariocas, Patrick sabia exatamente como agradá-los e baseou o set list nos três primeiros álbuns da banda ‘Malleus Maleficarum’, ‘Consuming Impulse’ e ‘Testimony Of The Ancient’. O show seguiu em um clima intimista (proporcionado pela casa de shows), com o simpático Patrick interagindo bastante com o público nos intervalos entre as canções enquanto “virava” caixas de leite (?).

Momentos de descontração à parte, em cima do palco a coisa continuava pegando fogo, com a banda despejando música atrás de música e fazendo a alegria dos presentes, algo evidenciado pela sequência final do show com “Presence Of The Dead” e “Mind Reflections”, durante as quais ficaram evidenciadas as qualidades dos músicos que Mameli angariou para essa nova formação do Pestilence. A noite teve fim com aquele que é o maior clássico do grupo, “Out Of The Body”, cantada em uníssono pelos presentes. Esperemos que não demorem novos 32 anos para o Pestilence retornar à capital carioca. Agradecimentos Tedesco Mídia, Abraxas e Headbanger Produções.

Set List Pestilence:
Non Physical Existent
Malleus Maleficarum / Antropomorphia
Subordinate To The Domination
Commandments
Dehydrated
Chronic Infection
The Secrecies Of Horror
Bitterness
Twisted Truth
Land Of Tears
Free Us Temptation
Prophetic Revelations
Presence Of The Dead
Mind Reflections
Out Of The Body

 

(Visited 41 times, 5 visits today)