Krisiun: álbum Scourge Of The Enthroned chega ao Brasil

AGÊNCIA 1 A 1 – Passado o dia 7 de setembro, data do lançamento mundial de ‘Scourge Of The Enthroned’, o Krisiun informa sua parceria com o selo Shinigami Records para a distribuição de seu 11º disco de estúdio no Brasil a partir dessa segunda-feira (10). ‘Scourge Of The Enthroned’ traz oito faixas e chega para completar a discografia da banda em atividade desde 1990 sob o comando de Alex Camargo (vocal e baixo), Moyses Kolesne (guitarra) e Max Kolesne (bateria) sempre sob suas marcas registradas: ritmos insanos, bateria quase inumana e os vocais únicos claramente influenciados pelo saudoso Lemmy Kilmister (Motörhead), deixando de lado as ‘melodias’ clichês.

De acordo com o trio, depois do antecessor ‘Forged In Fury’ (2015), a banda percebeu que uma abordagem diferente era necessária. “Foi um álbum um pouco complicado”, explica o vocalista e baixista Alex Camargo. Dessa forma, com ‘Scourge Of The Enthroned’, os três decidiram voltar com um álbum mais rápido e extremamente selvagem, com duração de 38 minutos (contando com as faixas bônus, o anterior ‘Forged In Fury’ tinha quase uma hora de duração).

Também devido à entrada do produtor Andy Classen, ‘Scourge Of The Enthroned’ se tornou um verdadeiro monstro. “Trabalhar com Andy no Stage One Studio (Alemanha) novamente foi como se estivéssemos voltando para casa. Ficamos no seu apartamento por quase um mês e todos nos concentramos em capturar um tipo de energia muito honesta e quase ao vivo, deixando as músicas mais diretas do que no disco anterior”, conta Alex. “Não houve distração alguma, nós apenas trabalhamos nas músicas como loucos”, descreve.

‘Scourge Of The Enthroned’ pode em certos momentos levar o ouvinte de volta às raízes iniciais da banda. O riff a laBlack Force Domain” em ‘Demonic III’, segunda faixa do novo disco, é prova dessa espiral de volta ao tempo. “Essa música é sobre a banda e nossa história. Depois de todos esses anos, sentimos que já era hora de fazermos o nosso próprio hino e um riff como esse traz um pouco de nostalgia para nós e os fãs”, diz Alex.

Em termos de som, no entanto, a banda não trouxe de volta a crueza descontrolada de ‘Black Force Domain’, mas sim, uma nova mentalidade ao iniciar o processo de gravação. Nas palavras de Alex: “Nós interpretamos o título do álbum como um açoite para todo esse death metal plastificado que anda por aí. Vocês estão ouvindo seres humanos e não um computador! Tudo foi gravado e tocado naturalmente e todos podem ouvir os detalhes. Ele não vai para esse som ‘americanizado’, tão sem vida e estéril. É um álbum muito orgânico e pesado e acho que isso está relacionado com o espírito que nós tivemos no álbum de estreia”.

‘Scourge Of The Enthroned’ apresenta final épico com a faixa “Whirlwind Of Immortality” que está conectada à arte gráfica criada por Eliran Kantor (Testament, Hate Eternal, Incantation), como Alex explica: “A música é sobre os Anunnaki, que aparecem na mitologia suméria, julgando o destino da humanidade. Muitas vezes eles são retratados como sete figuras, mas apenas três aparecem na capa, conectando bem com o conceito de “Demonic III” (segunda faixa). Como o Krisiun está prestes a celebrar seu 30º aniversário em 2020, é justo que agora apareça simbolizado como deuses antigos do death metal na capa”.

Liricamente, o álbum não mergulha muito em mitos como Alex confirma. “Nós lidamos com o fanatismo religioso, a guerra e a tragédia dos refugiados que fogem dos combates em seus países de origem para acabar se afogando no mar ou serem tratados como cães nos países ocidentais. A realidade oferece muitos tópicos para escrever um death metal furioso e indignado”.

Krisiun convida todos a conferir ‘Scourge Of The Enthroned’ cuja turnê passará por vários lugares do Brasil e, em outubro e novembro, a banda desembarca na América do Norte para shows ao lado do Suffocation, Cattle Decapitation e Soreption. “Somos uma das poucas bandas com só três membros, que fazem algo de alto nível, barulhento e real”, diz Alex. E está é a verdadeira essência do Krisiun.

Scourge of the Enthroned está disponível para audição e compra também nas plataformas digitais em krisiun.lnk.to/ScourgeOfTheEnthroned.

KRISIUN – Scourge of the Enthroned (38:07)
1. Scourge of the Enthroned (5:54)
2. Demonic III (5:01)
3. Devouring Faith (4:19)
4. Slay the Prophet (4:50)
5. A Thousand Graves (4:11)
6. Electricide (4:04)
7. Abysmal Misery (Foretold Destiny) (3:57)
8. Whirlwind of Immortality (5:51)

Line-Up
Alex Camargo – vocal / baixo

Moyses Kolesne – guitarra
Max Kolesne – bateria

Mais em
www.krisiun.com.br
www.agencia1a1.com.br
https://www.lojashinigamirecords.com.br/p-9451571-Krisiun—Scourge-of-Enthroned

(Visited 30 times, 2 visits today)