Peter Hook: ainda há ingressos para apresentação única em SP com clássicos do New Order e Joy Division

JOURNAL ASSESSORIA – Retornando ao país para apresentação única, Peter Hook aportará no Brasil dia 10 de outubro na Audio, capital paulista. Desta vez, o co-fundador e ex-integrante do Joy Division e New Order destaca uma performance com os sucessos de dois álbuns do New Order, ‘Technique’ e ‘Republic’, além de um set com clássicos da banda Joy Division.

O show faz parte de uma sequência cronológica do projeto de Peter Hook de tocar na íntegra e na ordem, os álbuns que marcaram a trajetória do Joy Division e New Order. Em 2011, Hook veio ao Brasil para apresentar um show exclusivo sobre a curta e intensa história do Joy Division. Um ano mais tarde, o baixista voltou ao país com a turnê de ‘Movement’ e ‘Power, Corruptions & Lies’ – os dois primeiros álbuns do New Order lançados em 1981 e 1983, respectivamente, que marcaram a transição do Joy Division para o New Order e o início da carreira da banda com o experimentalismo eletrônico e ritmos dançantes. Na penúltima temporada por aqui, em 2014, ele deu continuidade com músicas do terceiro e quarto discos do New Order: ‘Lowlife’ (1985) e ‘Brotherhood’ (1986). E em 2016, Peter Hook destacou um repertório com os maiores sucessos de ‘Substance’, a primeira coletânea do New Order, lançada em 1987, que acabou se tornando o álbum mais famoso do grupo inglês; e nome também da compilação de singles, lançada um ano mais tarde pela banda britânica de pós punk Joy Division, que traz faixas de EPs que não entraram nos LPs ‘Transmission’, ‘Komarino’, ‘Love Will Tear Us Apart’ e ‘Atmosphere’.

Agora Peter Hook, mais uma vez acompanhado da banda The Light –  formada por seu filho Jack Bates (baixo), David Potts (guitarra), Andy Poole (teclado) e Paul “Leadfoot” Kehoe –, abre o show com um set recheado de clássicos do Joy Division como “Love Will Tear Us Apart”, “Transmission” e “She’s Lost Control” e segue com um repertório com os hits de ‘Technique’ (1989) – “Fine Time”, “Round Round”, “Mr. Disco” e “Vanish Point”; e ‘Republic’ (1993) – “Regret”, “World” e “Ruined In A Day”.

‘Technique’, o quinto álbum de estúdio do New Order narra o impacto do acid house na banda, marcando a mais clara declaração das influências do rock e da dança que estavam moldando sua produção. Lançado em janeiro de 1989, ele se tornou o primeiro álbum do New Order a ir para o número 1 no Reino Unido. Também foi um enorme sucesso nos Estados Unidos, onde a influência do selo Qwest, de Quincy Jones, regularmente levou os singles da banda ao topo das paradas de dança americanas. Já ‘Republic’ teve uma bem documentada história em torno dele.  Também chegou ao topo do Reino Unido e se tornou o maior álbum da história nos Estados Unidos, perdendo por pouco o top 10 da parada de álbuns da Billboard, na 11ª posição.

Sobre Peter Hook –  Peter Hook foi co-fundador, baixista e compositor da influente banda de Manchester, Joy Division, que teve sua curta, mas intensa, carreira encerrada pelo suicídio de seu vocalista, Ian Curtis, em 1980. O incidente levou os integrantes restantes a formar outra banda, o New Order, que chegou a alturas ainda maiores em fama e popularidade.   Em 1982, junto ao New Order e a Tony Wilson, dono da Factory Records, Peter Hook fundou o lendário club Haçienda; a casa foi a sede da ascensão da música eletrônica em Manchester e, consequentemente, na Inglaterra e no mundo. Esta história é contada no filme “A Festa Nunca Termina”, de Michael Winterbottom, e no livro “The Haçienda – How Not to Run a Club”, escrito pelo próprio Hook – http://peterhook.get-ctrl.com

A idealização da tour é de Guili Alves de Lima, sócio da SRCOM, em parceria com Marcelo Beraldo, fundador da Barong.

Sobre a SRCOM –  A SRCOM é uma agência de brand experience há 29 anos no mercado. Dos sócios Sheila Roza, Abel Gomes, Paulo Cesar Ferreira e Guili Alves de Lima, a SRCOM mantém unidades no Rio de Janeiro e São Paulo e possui clientes como Bradesco Seguros, Coca-Cola, Danone, Google, Heineken, Lenovo, Motorola, Nike, O Boticário, Procter & Gamble, Raia Drograsil, SAP, Souza Cruz e Unidas. Entre os eventos produzidos destacam-se: Reveillon de Copacabana (2008 a 2015), Jornada Mundial da Juventude em Copacabana (2013), ArtRio (2012 e 2013), Aquarius (desde 2012), lançamento da camisa oficial da seleção brasileira para a Nike (2013) – o maior já organizado pela Nike -, Coca-Cola Public Viewing (2013) e BR Day em Nova York (2014 e 2015), além de eventos para as Organizações Globo como o Estação Rio (2013 e 2014) e o aniversário de 50 anos da TV Globo. A SRCOM ainda faz parte da Cerimônias Cariocas, formada com a empresa italiana Filmmaster Group, que assinou a produção executiva e artística da abertura e encerramento das cerimônias olímpicas e paraolímpicas dos jogos Rio 2016, assim como o revezamento da tocha olímpica e paraolímpica, gerenciamento dos LiveSites e o Team Welcome – www.srcom.com.br

Sobre a Barong – A Barong foi fundada em 2005 para promover as artes como legítima forma de purificação, que une as pessoas e celebra a vida. Já promoveu diversas turnês de artistas nacionais e internacionais como Madeleine Peyroux e Guru Jazzmatazz e participou ativamente na produção de festivais como Tim Festival e Lollapalooza, além de ter criado e produzido o SummerStage e o Festival Internacional de Músicos de Metrô, que em 2010 e 2012 angariou o prêmio de melhor marketing de eventos pelo AMPRO Globe Awards e o de melhor evento de âmbito internacional pelo Prêmio Caio. Criada pelos agitadores culturais Marcelo Beraldo e Fabio Coelho, a Barong também desenvolve projetos para grandes marcas que buscam uma associação legítima com a música e outras formas de arte e além disto é responsável pela programação do Grupo Vegas, em São Paulo –  www.barong.com.br

SERVIÇO: PETER HOOK NO BRASIL
Data: 10 de outubro de 2018 (quarta-feira).
Local: Audio
Endereço: Avenida Francisco Matarazzo, 694 – Barra Funda, São Paulo/SP. Telefone: (11) 3862.8279.
Horário: abertura da casa: 21h. Show a partir das 23h.
Classificação etária: 18 anos. Entrada de pessoas com 16 ou 17 anos apenas será permitida se acompanhados de um responsável legal ou acompanhado de um maior de idade (com termo preenchido, assinado e firma reconhecida em cartório).
Capacidade: 3.200 pessoas.
Chapelaria: R$ 5 (apenas dinheiro).
Observações: Possui área de fumantes e local para alimentação, acesso a pessoas com deficiência e wi-fi grátis.

Ingressos:
Lote 1 – meia entrada: R$70 / inteira: R$140.
Lote 2 – meia entrada: R$80/ inteira: RS160.

Locais de venda:
Online: www.ticket360.com.br
Bilheterias Audio: de segunda-feira a sábado, das 13h às 20h.
Formas de pagamento: cartões de crédito e débito (Amex, Hipercard, Mastercard e Visa) e dinheiro.

(Visited 81 times, 1 visits today)