Dimmu Borgir – 09-11-2018 – São Paulo (Tropical Butantã)

Texto por Evanil Jr. – Fotos por Evanil Jr. – Edição por André Luiz

Depois de um longo tempo – exatos seis anos para ser mais preciso –, o Dimmu Borgir retornou ao Brasil na noite de sexta, dia 09, comemorando o 25º aniversário de carreira. Haviam muitos fãs de diversas partes do Brasil para acompanhar a apresentação única no Brasil, no Tropical Butantã em São Paulo, válida pela tour do álbum ‘Eonian’, lançado em maio de 2018.

A abertura ficou por conta da banda Venezuelana Cultura Tres, os quais tocaram pela primeira vez no Brasil, mostrando seu som diferenciado para o público que aguardava ansiosamente os noruegueses famosos pelo seu Black Metal. Formado por Alejandro Londoño (vocal e guitarras), Juan de Ferrari (guitarra), Darrell Lacle (baixo) e Benoit Martiny (bateria), os venezuelanos divulgavam seu quarto álbum ‘La Secta’.

Atualmente formado por Shagrath (vocal), Silenoz (guitarra), Galder (guitarra), Gerlioz (teclado) e Daray (bateria), o Dimmu Borgir abriu o show com “The Unveiling” seguida por “Interdimensional Summit”, ambas do último álbum, ‘Eonian’. Logo em seguida, do CD ‘In Sorte Diaboli’, a faixa “The Chosen Legacy” empolgou os presentes.

Apesar de um show bem curto com set list bem enxuto – além de pequenos problemas com o som, notados por algumas pessoas presentes –, o show agradou aos fãs mais assíduos da banda. Muitos até disseram ter sido melhor que o show anterior, ocorrido em 2012. O Intervalo entre os shows foi grande se comparado a outras bandas, com certeza esta situação deixou cada um dos fãs mais ansiosos por estar no Tropical Butantã na dada noite.

Tivemos músicas bem conhecidas, cantadas por todos que acompanhavam o show, como “Gateways” e “Puritania”, mescladas com faixas do novo álbum, a citar “Council Of Wolves And Snakes”. O show terminou com dois grandes clássicos da banda, “Progenies Of The Great Apocalypse” e “Mourning Palace”, fazendo os fãs voltarem para casa satisfeitos, mas com uma sensação de que poderiam ser executadas mais músicas – se o conceito filosófico do novo álbum fora baseado na ilusão do tempo, podemos dizer que a duração da apresentação única em São Paulo fez uma alusão perfeita ao ‘Eonian’. Agradecimentos à HonorSounds e Hoffman & O’Brian.

Set List Dimmu Borgir:
The Unveiling
Interdimensional Summit
The Chosen Legacy
The Serpentine Offering
Gateways
I Am Sovereign
Council Of Wolves And Snakes
Archaic Correspondence
Puritania
Indoctrination
Progenies Of The Great Apocalypse
Mourning Palace

(Visited 122 times, 2 visits today)